Novos Cursos 2019 / 2020

  Cursos Profissionais (Dupla Certificação)

  • Mecatrónica
  • Auxiliar de Saúde
  • AnimadorSociocultural
  • Multimédia
  • Produção Agropecuária
  • Processamento e Controlo de Qualidade Alimentar

  Pré-inscrição para cursos de equivalência ao 12º ano 

  Cursos de Educação e Formação de Nível Básico

  • Operador de Informática (Tipo 2)
  • Operador Agrícola (Tipo 2)

  Pré-inscrição para cursos de equivalência ao 9º ano 

* Cursos de Educação e Formação de Nível Básico | Tipo 2: Duração: 2 anos | Destinados a jovens com o 6º ano concluído

* Cursos Profissionais: Duração: 3 anos | Destinados a jovens com o 9º ano concluído | 12º ano de escolaridade | Nível IV

Horários ADA 20119-20

Pré-inscrição para cursos Profissionais

Formação Contínua

Formações Modulares Certificadas
Clique para mais informações

Apoios a Formandos 2018-20219

Clique aqui para mais informações

 

Utilizadores Online

Temos 29 visitantes em linha

“Eu ajudo…e tu? Contigo seremos muitos!” é o mote da campanha de Solidariedade de Natal organizada pelos alunos da turma THST (Técnico de Higiene e Segurança no Trabalho), do Curso EFA, da Escola Profissional de Montemor-o-Velho (EPM).

A época de Natal é uma quadra com um significado muito especial que toca a sensibilidade das pessoas e faz despertar para a realidade que nos rodeia. Daí nasce o desejo de solidariedade, de partilha.

Imbuídos de um espírito natalício e solidário, os alunos da turma TSHT, da EPM, organizou uma Campanha de Solidariedade, que decorre de 19 de Novembro a 16

de Dezembro, envolvendo a comunidade escolar, e a população que pretenda aderir, na recolha de alguns géneros alimentares e outros bens para partilhar com famílias carenciadas do concelho.

“Partilhe o que tem a mais, com os que quase nada tem”, sensibiliza a organização, avançando que esta campanha de solidariedade pretende “fazer feliz” algumas famílias carenciadas.

Produtos alimentares (não perecíveis), roupas, calçado, utensílios domésticos, brinquedos fazem parte do lote dos produtos que podem ser depositados em contentores, colocados para o efeito, na Escola Profissional de Montemor-o-Velho.

A iniciativa tem o apoio da Associação Diogo de Azambuja (ADA), titular da EPM, e da Câmara Municipal de Montemor-o-Velho.

O descerramento de uma Placa Comemorativa dos “20 anos de Ensino Profissional” em Montemor-o-Velho e um momento de convívio com partilha do Bolo de Aniversário e Magusto, dia 12 de Novembro, marcaram o início das comemorações dos 20 anos da EPM.

“Estes vinte anos fazem parte do historial da EPM. Recheados de bons momentos e de outros menos bons, este período contribuiu para a afirmação do Ensino Profissional em Montemor-o-Velho”. Afirmação proferida, dia 12 de Novembro, por Pedro Machado, vereador da Câmara Municipal e actual presidente da Direcção da Associação Diogo da Azambuja, proprietária da Escola Profissional (EPM). Em dia de início das comemorações - que se prolongam pelo ano lectivo 2010/11 -  da EPM, Pedro Machado realçou “o momento alto vivido na EPM”, que considerou de “mudança” e de “reconhecida confirmação da instituição” quer a nível do concelho quer da região. “Queremos que a EPM continue a ser uma entidade prestigiada, onde os jovens adquirem uma formação profissional de sucesso”, referiu, agradecendo a todos quantos colaboraram e colaboram para a afirmação da EPM.

Continuar...

A Escola Profissional de Montemor-o-Velho inicia, dia 12 de Novembro, um conjunto de iniciativas que, durante o ano lectivo 2010/11, visam assinalar os “20 anos do ensino profissional” no concelho.

“12 de Novembro de 2010 é uma data marcante para a vida da Escola Profissional de Montemor-o-Velho (EPM)”, afirma Mário Jorge Silva, porque, sublinha “comemora-se o 20.º aniversário do início do Ensino Profissional no concelho”. “São vinte anos de valorização social, cultural e pedagógica, em prol de valores cívicos e profissionais”, remata o actual Director Pedagógico da EPM.

Para o responsável, este momento é um “marco de mudança”. Estando a EPM atenta ao desenvolvimento do concelho de Montemor-o-Velho (e concelhos limítrofes), Mário Jorge explica que “a EPM não pode ficar indiferente às novas necessidades formativas e profissionais”. Pelo que, refere, “continuando empenhada na melhoria das condições pedagógicas que permitam uma melhor aprendizagem, estamos apostados em “arrancar” com novos cursos que permitam a formação de técnicos capazes de responder às necessidades do mercado de trabalho, quer a curto ou médio prazo”.

Continuar...