Alunos da Escola Profissional Agrícola assinalaram Dia da Floresta com actividades no sítio classificado de Santa Olaia e Ferrastelo.


Os alunos das turmas TAL - Técnico de Análise Laboratorial, TTAR - Técnico de Turismo Ambiental e Rural, TPA - Técnico de Produção Agrária, OA - Operador Agrícola (2), da Escola Profissional Agrícola Afonso Duarte de Montemor-o-Velho, assinalaram, dia 21 de Março, o Dia Mundial da Floresta, com uma intervenção de “limpeza de infestantes e arbustos secos” no sítio classificado de Santa Olaia e Ferrastelo.

A iniciativa, que foi acompanhada por uma equipa do ICBN, coordenada pelo técnico Francisco Bravo, foi organizada pelos coordenadores dos respectivos cursos Florbela Leite, Sandrine Talhão, Mário Pardal, Isabel Garcia e Ana Martins.

De acordo com Florbela Leite, a escolha do local para a atividade “deve-se ao fato de este bosque ter sido adotado pela EPAAD para estudo, no âmbito do projecto da ciência viva “um bosque perto de si”. Referindo o “relevante empenhamento” dos alunos e da direcção pedagógica da EPAAD nesta jornada de “valorização florestal”, Florbela Leite enumerou diversos propósitos da acção, sublinhando, nomeadamente, “a sensibilização dos alunos para a necessidade de estes valorizarem os bosques enquanto reservatórios de biodiversidade, fontes de recursos e abrigo para os seres vivos, depuradores de poluentes e como fator de prevenção da erosão dos solos; a preservação de um ecossistema florestal da região; a identificação dos fatores que ameaçam os ecossistemas florestais; e a aquisição de conhecimentos básicos sobre a fauna e a flora”.

A actividade incluiu ainda a visita ao “Charco”, medida também inserida no projecto da ciência viva “Charcos com Vida”, sendo este o adotado pela escola para estudo. Aqui, e assinalando o Dia da Água (22 de Março), foram recolhidas amostras de água para estudo e verificação de alguns parâmetros à qualidade da água, pH, condutividade, nitratos, fosfatos e oxigénio dissolvido.