A Associação Diogo de Azambuja (ADA), através da sua Escola Profissional (EPM) distribuiu, dia 25 de Janeiro, o produto da campanha de solidariedade “Por um sorriso” que decorreu de 9 de Dezembro de 2011 a 12 de Janeiro de 2012.

A campanha de solidariedade social de recolha de bens alimentares, calçado, vestuário e brinquedos, iniciativa dos alunos da turma OEA, do Curso de Organização de Eventos (OE), no âmbito dos conteúdos programáticos, a funcionar na Escola EPM, recolheu 600 peças de vestuário, 15 pares de calçado, 230 brinquedos e 120 unidades de produtos alimentares.

Com os produtos recolhidos foram concebidos quatro “cabazes solidários” que foram entregues à Loja Social da Casa do Povo de Arazede, Centro Social e Paroquial da Carapinheira, Loja Social da Delegação de Pereira da Cruz Vermelha Portuguesa e Centro Social de Verride, cabendo, agora, a estas instituições procederem à distribuição dos produtos pelas famílias carenciadas das suas zonas de acção.

Para Mário Jorge Silva, director pedagógico da EPM, tratou-se de uma iniciativa “de cidadania” visando o “espírito de ajuda” no intuito de procurar “minimizar situações de carência”. Porque, explicou, “a ADA, paralelamente ao processo educativo e formação profissional”, está empenhada em promover a “educação para a cidadania” e motivar os valores da “solidariedade e da partilha”. “Um pequeno gesto solidário provoca o maior sorriso jamais experimentado por um socialmente carenciado”, frisou.

Entretanto, tecendo rasgados elogios aos alunos da turma OEA pela realização da iniciativa, assim como aos professores que a coordenaram – Rui Santos, Joana Macias e Berta Ferreira (disciplinas de Gestão e Produção de eventos e Produção Técnica de Eventos -, também agradeceu a presença do representante da Câmara Municipal, Carlos Alberto Sousa, assim como aos representantes das instituições que vão distribuir os produtos angariados.

Mário Jorge concluiu, sublinhando que a ADA “está aberta a abraçar parcerias” de modo a colaborar nas múltiplas actividades que as instituições sociais, recreativas e culturais pretendam colocar em prática.

O represente da Câmara Municipal, em nome do presidente, deixou clara “a cumplicidade do município” na concretização de acções viradas para o bem-estar dos munícipes. Por fim, também os representantes das instituições “beneficiadas” agradeceram este “gesto solidário” vindo de jovens que se preocupam com “os valores da solidariedade e da partilha” e evidenciando “sentido de voluntariado e cidadania”.