O Sarau Cultural, realizado dia 1 de Julho, no Anfiteatro Municipal de Montemor-o-Velho, promovido pela Associação Diogo de Azambuja (ADA), integrando a Escola Profissional de Montemor-o-Velho (EPM) e a Escola Agrícola Afonso Duarte, marcou o encerramento do ano lectivo e o arranque da semana cultural e desportiva que decorre até 9 de Julho.

A cerimónia que deu início a este momento festivo foi presidida por Luís Leal, presidente da autarquia Montemorense, parceira da ADA, ladeado pelo presidente da direcção instituição, Pedro Machado, directores pedagógicos da EPM e EPAAD, respectivamente Mário Jorge Silva e Joaquim José Carraco, e director financeiro, Luís Cantante.

 


Para Mário Jorge “foi um ano de mudança”, frisando que além do ensino e formação “a escola é também um local de convívio”. “A ADA é hoje um exemplo do que deve ser uma escola; uma escola activa e virada para a comunidade”, sublinhou, elogiando “as parcerias criadas”. “As Escolas Profissionais são “um rio de oportunidades”, enfatizou, sublinhando que “a aposta num ensino prático e dinâmico é uma das estratégias da ADA.” “Este momento é de celebração para alunos que terminam o seu curso”, mas “também é um orgulho para a ADA”. Isto porque, reconhece, além de formar cidadãos de futuro, “o ensino profissional é uma solução para o saber e para o mercado de trabalho”, realçando que “os cursos ministrados na ADA têm grandes índices de empregabilidade”.


Joaquim José Carraco disse que “a escola é um sítio onde passamos a maior parte do tempo; somos uma família”. Dirigindo-se aos alunos afirmou que a semana cultural “é um programa feito por vocês e para vocês”, desejando, aos que terminam os cursos, “o maior sucesso”. “Vocês são o melhor veículo de promoção da nossa escola”, frisou, almejando que “depois da vossa passagem por aqui, esperamos que possam dizer que foram felizes”.


“A direcção da escola tudo faz para que a vossa formação possa ser a melhor possível”, salientou Pedro Machado, explicando que “A ADA tem objectivos a atingir: fomentar um ensino de qualidade para que possam ter um início de vida capaz”. Frisando que “temos a noção e a dimensão de que estamos a preparar jovens quadros”, o presidente da direcção da ADA disse que “desejamos que sejam bons profissionais e excelentes pessoas”. “Boa qualificação, profissionalismo e excelência” são os objectivos que a ADA preconiza”, referiu.


O Presidente da Câmara Municipal, destacando o trabalho desenvolvido pela escola/professores e os profissionais que saem da escola, disse que “são verdadeiros embaixadores do concelho de Montemor-o-Velho”, aludindo também à comunidade dos Palop’s - Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa - que frequentam as escolas da ADA. “É preciso retomar e repensar a importância do ensino profissional”, porque “oferece qualificação para o mercado de trabalho”, anotou, desejando aos que terminam os cursos, “os meus parabéns e que sejam bons profissionais”.


O Sarau, que também integrou a cerimónia de entrega dos Diplomas aos Formandos Finalistas do curso EFA – Técnico de Desenho de Construção Civil, a entrega de prémios de participação nas Escolíadas, onde a ADA, participando pela primeira vez, deixou uma marca de referência positiva, porque conseguiu “beber” a filosofia e o espírito do evento que “não tem intuitos meramente competitivos, mas de criatividade e convívio dos participantes, e a entrega de prémios de torneios desportivos da ADA, culminou com apresentações multimédia, danças, actuações musicais e peça de teatro, mostras temáticas apresentadas nas Escolíadas - 2010.

Programa envolve cerca de quatro centenas de jovens

As actividades da semana cultural, cujo programa foi elaborado pelos alunos da ADA com o empenho e dedicação dos docentes e funcionários e colaboração dos pais e encarregados de educação, vão repartir-se entre o Choupal, átrio do Mercado Municipal, Pavilhão Municipal, Castelo, EPM e EPAAD, além de uma descida do Rio Mondego desde Penacova a Montemor, envolvem cerca de quatro centenas de jovens que frequentam as escolas da ADA.


Segundo Mário Jorge Silva, esta iniciativa, que promete “desassossegar” a comunidade educativa, garantindo convívio, alegria, movimento, música, cultura, desporto e, sobretudo, muita criatividade, “tem como principal objectivo mostrar à comunidade o trabalho desenvolvido no meio escolar, bem como assinalar o fim do ano lectivo”.
Do programa constam exposições de fotografias e dos trabalhos realizados, feira do livro, atelier de pintura, workshops, maratona fotográfica, concurso de danças africanas, concurso de pesca, torneios desportivos, apresentações para uma alimentação saudável, desfile Miss e Mister ADA e participação de alunos da ADA no projecto Peregrinação, entre outras actividades.


Programa:

  • dia 3, concurso de pesca;
  • de 5 a 9: das 9h00/17h00, exposição de fografia, exposição de trabalhos, feira do livro, atelier de pintura (Mercado Municipal); Torneio de Futsal, no Pavilhão Municipal;
  • dia 6:
    9h00, Teatro Infantil, na Biblioteca Municipal;
    9h00, Limpeza do Choupal, workshops de reciclagem e animação (Castelo);
    10h00, descida do Rio Mondego; 19hoo, Festa do Pijama, na EPM;
  • dia 7:
    9hoo, maratona fotográfica;
    13h00, almoço africano (EPAAD);
    14h00, Concurso de danças africanas (Mercado) e CSS Lan Party (EPM);
  • dia 8 – Dia Saudável:
    9h00, rastreios médicos, aeróbica e capoeira, workshop de posição lateral de segurança e exposição “algas na alimentação”;
    10h00, passeio de bicicleta;
    13hoo, almoço saudável (EPAAD);
    14h00, Torneio de voleibol (pavilhão) e 21h00, participação dos alunos da ADA, no projecto Peregrinação;
  • dia 9:
    9h00, Pintura de salas e inauguração da Horta (EPAAD);
    9h00, Paint Ball (Choupal);
    13h00, almoço-convívio no Choupal;
    14h00, desfile Miss e Mistyer ADA e natinée (EPM) e 21h00, participação de alunos da ADA, no projecto Peregrinação.


Novos Cursos

No próximo ano lectivo, a ADA vai introduzir novos cursos. Com preocupações sociais vincadas, a Instituição pretende oferecer, aos jovens que pretendem ingressar no mercado de trabalho, “uma escola de oportunidades de formação”.
O concelho de Montemor-o-Velho oferece um vasto conjunto de oportunidades de trabalho graças aos seus recursos agrícolas, ambientais, turísticos e culturais. Não querendo desperdiçar as condições endógenas, a ADA aposta na formação de jovens nas áreas em que o concelho e região garantem emprego.