“O “saber-fazer” passa pelas Escolas Profissionais”, garante o director pedagógico da Escola Profissional de Montemor-o-Velho, Mário Jorge Silva.

Quase a comemorar 20 anos de “ensino e formação profissional”, a Associação Diogo de Azambuja (ADA), com a Escola Profissional (EPM) e a Escola Profissional Agrícola Afonso Duarte (EPAAD), continua determinada em “formar técnicos de qualidade para o mercado de trabalho”.

Quem o diz é o director pedagógico da EPM, que acentua a “mais-valia da dupla qualificação que o ensino profissional garante”. Além do nível de escolaridade (9.º ou 12.º ano), os jovens adquirem a habilitação profissional, para entrada no mercado de trabalho”, salienta.

 

Nascida da necessidade de criar as condições para uma nova valorização do ensino profissional e para dar resposta ao mundo do trabalho, uma vez que “o tecido empresarial não estava a absorver grande parte dos licenciados”, a ADA acolhe, actualmente, cerca de quatro centenas de alunos, “mercê dos cursos que ministra, com reconhecida qualidade formativa”, refere Mário Jorge, sublinhando que “todos eles com grandes índices de empregabilidade”.

O director pedagógico salienta que “o sucesso do ensino e da formação profissional na ADA decorre também das condições e material pedagógico colocado à disposição dos alunos que, além das aulas teóricas, em sala de aula, usufruem de aulas práticas em contexto de trabalho e em contacto com a realidade laboral”. “Criar oportunidades aos alunos para a entrada no mercado laboral ou para o prosseguimento nos estudos universitários são os objectivos da ADA”, sustenta, avançando que “no próximo ano lectivo vamos apostar em novos cursos, atendendo às áreas vocacionais dos jovens”.

 

Os cursos na EPM e EPAAD para 2010/2011

No próximo ano lectivo, na Escola Profissional, vão funcionar os novos cursos de Animador Sociocultural, Técnico de Construção Civil, Técnico de Higiene e Segurança do Trabalho e Ambiente, Técnico de Informática e Gestão e Técnico de Multimédia, do nível III, correspondentes ao 12.º ano, e Técnico de Instalação e Operação de Sistemas Informáticos e Técnico de Fotografia, do nível II, equivalente ao 9.º ano.

Na EPAAD funcionarão os cursos de nível III (correspondente ao 12.º ano) – Técnico de Turismo Ambiental e Rural e Técnico de Análise Laboratorial e os cursos de nível II (equivalente ao 9.º ano) - Técnico de Produção Agrícola / Culturas Arvenses e Técnico de Protecção e Prestação de Socorros (Bombeiro).

A ADA, através do Departamento de Formação Contínua, assegura também formação modular, que tem como objectivo prioritário a formação contínua de activos, nas áreas de Ciências Informáticas (Processador de Texto / Processador de Texto – Avançado e Folha de Cálculo / Folha de Cálculo – Avançado), Comércio (Comunicação Interpessoal – Comunicação Assertiva) Gestão e Administração (Estrutura e Comunicação Organizacional), Secretariado e Trabalho Administrativo (Língua Inglesa – Comunicação Oral e Escrita), Enquadramento na Organização / Empresa (Motivação e Gestão de equipas de Trabalho e SHST – Identificação, Avaliação e Prevenção dos Riscos de Trabalho), Industrias Alimentares (Segurança, Higiene e Saúde no Laboratório, Noções de HACCP, Nutrição e Implementação e Avaliação do Sistema HACCP) Segurança e Higiene no Trabalho (Fundamentos Gerais de Segurança no Trabalho e Projecto de Segurança e Higiene do Trabalho – Definição), Electricidade e Energia (Instalações de Domótica – Generalidades, Instalações de Domótica – Projecto Integrado de Comunicações, Instalações de Domótica – Projecto Integrado de Controlo e Comando), Construção e Engenharia Civil (Introdução ao CAD – Construção Civil, CAD – Projecto de Construção Civil , CAD – 3D- Construção Civil).

Disponibiliza ainda cursos de formação e educação de adultos, destinados especialmente a desempregados.