A Associação Diogo de Azambuja (ADA) de Montemor-o-Velho, com a Escola Profissional (EPM) e Escola Profissional Agrícola Afonso Duarte (EPAAD), estreou-se no projecto Escolíadas.

 

 

A sua prova ocorreu dia 14 de Maio, nos “Três Pinheiros”, na Mealhada. O tema “Amor”, nas suas várias expressões, foi o escolhido pela ADA para levar ao palco do concurso. Segundo a organização, a ADA, para primeira participação, “esteve muito bem, porque conseguiu captar o espírito do evento”.

Também o júri considerou tratar-se de uma temática “importante e pertinente”, visto que “nunca é demais falar no Amor”. A prova de Teatro trouxe as várias fases do Amor e as várias formas de amar, numa encenação contemporânea que mereceu 85 pontos. Já a Claque, que vestiu de branco com corações vermelhos no peito, conquistou 90 pontos, um somatório conseguido pela prestação dada desde a entrada até à final da sessão.

O director pedagógico da EPAAD, Joaquim Carraco, salientou que “a ADA, convidada a participar pela primeira vez nas “Escolíadas”, ficou entusiasmada com o desafio, sendo o nosso principal objectivo proporcionar aos alunos divertimento”, sublinhando que “esta também foi uma forma de ver como funciona o concurso”.

Para a professora Sandrine Tralhão “a primeira participação da ADA foi óptima”, adiantando “desde que os alunos se divirtam e os colegas também, o final é sempre bom, independentemente do resultado”. A docente explicou que o tema escolhido teve a ver com “a união que queremos criar na escola entre os alunos”.

Eveline Lopes, aluna do 2.º ano de Animação Sociocultural da Escola Profissional de Montemor-o-Velho, que integrou a Claque, disse ter gostado muito por ter sido uma “experiência muito boa, mesmo não tendo passado à Final. Ficámos com vontade de repetir para o ano”.

Para Mário Jorge Silva, director pedagógico da EPM, “esta iniciativa promove a criatividade da comunidade educativa e favorece o companheirismo, a inter-ajuda e a amizade”, pelo que, avança “vamos continuar a participar nas escolíadas, evento de divulgação artística e cultural”.

O Velódromo Nacional de Sangalhos, concelho de Anadia, vai receber a Finalíssima das “Escolíadas 2010”, dia 2 de Junho, enquanto a “Gala de Entrega de Prémios das Escolíadas”, no dia 4 de Junho, à semelhança do ano passado, acontece no Centro Cultural de Ílhavo.

 

Escolíadas -  um projecto recreativo-cultural

“Escolíadas” é um projecto de animação cultural e recreativo, que se realiza anualmente desde 1990, visando o estímulo artístico para alunos e professores de escolas secundárias e profissionais.

Com organização da Associação Juvenil designada por “Escolíadas - Associação Recreativa Cultural”, desta iniciativa constam as apresentações de provas de teatro, dança, música, pintura e claques, no intuito de proporcionar aos alunos, em ambiente exterior à Área-Escola, a prática de actividades lúdico-culturais que o estabelecimento de ensino não se encontra em condições de promover.

São objectivos do evento, a nível cultural: Fomentar, junto das populações estudantis, o gosto passivo e activo pela arte em geral, sobretudo no que se relaciona com as modalidades artísticas englobadas no projecto (teatro, dança, música e pintura).

Incentivar a criação, manutenção e dinamização de núcleos e grupos de trabalho nas escolas que se dediquem a actividades artísticas e culturais, enquanto objectivo de trabalho anual.

Subsidiar esses grupos de trabalho, no intuito de lhes fornecer o adequado suporte técnico. Potenciar a descoberta de novos talentos entre os jovens.

Demonstrar, perante a comunidade escolar, seus responsáveis e comunidade em geral, as capacidades culturais e artísticas que se desenvolvem ao nível de um estabelecimento de ensino.

Animar culturalmente uma zona do país que carece de tais iniciativas.

Oferecer a alunos e professores a possibilidade de actuarem num espaço tecnicamente adequado à expressão da sua criatividade.

Proporcionar actividade lúdico-cultural exterior à Área-Escola.

A nível social: Promoção da relação aluno/professor para além do formalismo da sala de aula e da Área-Escola, fomentando o companheirismo, a inter-ajuda e a amizade.

Criação de laços de coesão e espírito corporativo entre a população de uma mesma escola. Promoção do conhecimento, convívio e intercâmbio entre as populações das escolas participantes em cada edição das escolíadas.

Criação do gosto activo e passivo da comunidade no que se refere à arte e à cultura.

Promoção do desenvolvimento social através da divulgação artística e cultural.

Promoção do convívio entre os jovens em geral, ancorado em actividades de desempenho e formativas.

Claque música

GRPC – Aldo Aveiro (26.05.2010)

pintura